Os Olimpianos RPG
Faça seu login ou inscreva-se para jogar conosco. Antes de se inscrever, tenha certeza de ler todos os links da Central e obedecer todas as regras até a ficha de inscrição. Agradeço a atenção.

Área dos Chalés

Página 15 de 16 Anterior  1 ... 9 ... 14, 15, 16  Seguinte

Ir em baixo

Área dos Chalés

Mensagem  Administração em Qui Jul 14, 2011 4:52 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Todos os chalés estão distribuídos em um formato de uma letra grega ômega Ω e todos dão para uma área mais ou menos do tamanho de um campo de futebol, pontilhada de estátuas gregas, fontes, canteiros de flores e um par de cestos de basquete. No centro do campo há uma enorme área de pedras com uma fogueira. Mesmo de dia, o fogo ardia de modo lento.



Última edição por Narração/Administração em Qua Jul 27, 2011 11:22 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Administração
Admin

Mensagens : 462
Pontos : 7073
Reputação : 73
Data de inscrição : 16/01/2011
Localização : Ribeirão Preto, SP

Ver perfil do usuário http://osolimpianosrpg.forumaqui.net

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Área dos Chalés

Mensagem  Convidad em Seg Jan 28, 2013 8:30 pm

Eu tinha deixado aquele garoto sozinho, mais eu fiquei assustada com o que ele percebeu, que eu era boa no arco e flecha, mas nunca tinha pegado em um antes, e como eu havia conseguido matar aqueles monstros antes de entrar aqui e como não havia errado nenhuma vez o alvo na linha do tiro. Nessa hora quando dei conta já estava correndo mais tive o trabalho de querer parar, queria apenas chegar no meu chalé e ficar lá quieta, mas fui parada na área dos chalés quando me esbarrei em uma garota que estava para ali.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Spencer Hastings em Seg Jan 28, 2013 8:37 pm

Não sabi onde ir então apenas fiquei parada observando como todo mundo corria para conversa com alguém ou fazer alguma tarefa, como todo mundo parecei muito feliz ali, não consigo dizer o quem sinto por esse lugar ainda mais espero que estaja rindo e me divertido como muitos que estão aqui. Os meu pensamentos foram enterrompidos quando eu senti uma garota esbarrando em mim, nos duas caimos e nos prieiros segundos apenas nos olhamos.
avatar
Spencer Hastings

Mensagens : 7
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Convidad em Seg Jan 28, 2013 8:40 pm

Alguém tinha que quebrar o silêncio, mais não sabia muito bem o que falar então comecei a despejar as palavras.
-Desculpa, é que você tava parada ai no meio e eu não vi, desculpa mesmo.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Spencer Hastings em Seg Jan 28, 2013 8:46 pm

-Tá desculpada, mais na verdade eu não estava no meio você que não olhou bem por onde vinha, mas deixa pra lá.
Ela pareceu um pouco assustada com a minha resposta então resolvi logo falar outra coisa para ela não sair correndo dali.
-Vamos deixar essa confusão para lá, eu sou a Spenscer Hastings, e você é?
Fiquei esperando uma resposta que não saiu tão rapida assim.
avatar
Spencer Hastings

Mensagens : 7
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Convidad em Seg Jan 28, 2013 8:54 pm

Fiquei olhando para ela por alguns segundos antes de responder, porque se esse esbarram tivesse acontecido na minha antiga escola com certeza eu estava sendo xingada.
-Eu sou Grace Ann.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Spencer Hastings em Seg Jan 28, 2013 8:59 pm

Ela me parecia um pouco assustada então porque não tentar ajudar.
-Você estava indo para o seu chalé? Está acontecendo alguma coisa com você?
avatar
Spencer Hastings

Mensagens : 7
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Convidad em Seg Jan 28, 2013 9:03 pm

-Estava sim, o meu chalé é aquele ali o de Apolo.
Não sei podia responder a segunda pergunta, mais acho que ela estava disposta a me escultar então resolvi me soltar um pouco.
-Mais agora agente podia ir para o refeitório estou com fome, pode ser?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Spencer Hastings em Seg Jan 28, 2013 9:11 pm

Na verdade pensei em falar não, mais eu não tinha mais ninguém para conversa e ela me parecia uma garota interessante para se ter como amiga.
-Estou com fome, então vamos.
E saimos em direção ao refeitorio.
avatar
Spencer Hastings

Mensagens : 7
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Lola Marin em Seg Fev 04, 2013 6:51 pm

Quando chegamos à área dos chalés nos olhamos por um instante e depois acabei falando.
-Boa noite!
avatar
Lola Marin
Semideus

Mensagens : 85
Pontos : 2
Reputação : 7
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 22
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés.

Mensagem  Stfan Forbes em Seg Fev 04, 2013 6:53 pm

-Boa noite.
Nos abraçamos e fiquei olhando ela ir para o seu chalé, quando ela entrou se virei e fui até o meu.
avatar
Stfan Forbes

Mensagens : 10
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Tyler Brontë em Qui Fev 28, 2013 7:59 pm

And you can't fight the tears that ain't coming

Não sei o que senti ao ver Spencer chorar. Não era algo como eu sentiria se vise uma amiga chorar, ou se vise Hanna ou Alexa em prantos, mas era como se, realmente, ela fosse minha irmã. Não queria deixa-la, mas não podia deixar minha namorada inconstante, portanto, depois de Samantha assumir e cuidar dela, saí dali e fui encontrar Hanna, que já tinha se afastado de mime estava andando para lá e para cá, cruzando e descruzando os braços. Se servir pra alguma coisa, fica bonita quando tenta controlar a raiva. Ela me fuzilou com os olhos, enquanto eu levantava as mãos como se declarasse paz. Antes que ela formasse seus argumentos e dissesse algo à respeito de minha nova irmã, caminhei até ela. Temos que voltar à Manhattan.Não sei se vale de alguma coisa, mas você deve fazer exames, não é? Digo, mulheres grávidas fazem exames e a menos que eu não saiba, você não fez nenhum. Devo me preocupar com isso? Perguntei, logo depois emendando: Olha, sei que isso pode ser estranho e inoportuno, mas... lembra quando eu te procurei na parede de escalada, antes da gente ter voltado, enquanto eu ainda namorava Alexa? Eu havia pedido para que você a procurasse e conversasse com ela. Você fez aquilo? Eu... preciso saber. Perguntei, notando agora que havia pego sua mão e por impulso a soltei.
Tyler Brontë Son of Hephaestus Level Ten

avatar
Tyler Brontë
Semideus

Mensagens : 227
Pontos : 1408
Reputação : 13
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Hanna Blake em Qua Mar 06, 2013 3:38 pm

Nobody told you? I'm the only crazy bitch around here.
Do not let anyone tell you that you should be happy with what they have.
There is always more, and there is no reason for you to not have everything.

Meu sangue corria tão rápido em minhas veias que podia sentir minha pele queimar. Irritada andava rapidamente de um lado para o outro ignorando completamente a reação de Tyler quanto a isso. –Que foi? Falo quebrando o gelo e sua resposta engraçada não colaborou em nada para a melhora do meu humor. Até que veio a parte do Tyler responsável, que também havia vindo em uma péssima hora, porém o que mais havia me irritado era o fato dele não só ter tocado no assunto “Alexa” ele tinha que se preocupar com ela. –Você não deve se preocupar com esses exames confie em mim, olha boa noite Tyler. Falei um tanto sínica, não sentia necessidade de ter que responder alguma de suas perguntas, mas como não queria ir a um hospital principalmente com Tyler falei e simplesmente sai andando mais do que frustrada com sua ultima pergunta, mas resolvi responder já que Alexa era tão importante na vida dele. –A e sim, eu tinha ido falar com ela sim na casa grande e não foi nada divertido. Com isso segui com o meu caminho.

Hanna Blake ▪ ▫ ▪ Daughter of Éros ▪ ▫ ▪ Level 07
Cause even the stars they burn, some even fall to the earth.
avatar
Hanna Blake
Semideus

Mensagens : 188
Pontos : 903
Reputação : 8
Data de inscrição : 23/07/2012
Idade : 21

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
7/10  (7/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Tyler Brontë em Qui Mar 07, 2013 7:20 pm


Don't stop!
Don't stop dreaming, to live, to smile, to be you. It's hard, I know, I know ... but smile, because I am with you and won't leave you now in the difficult time. Just don't give up.

Agora mais do que em qualquer momento passado eu entendia porque Samantha havia tido seu ataque. Eram coisas demais, compreensão demais e Hanna não fazia quase nada para melhorar as coisas, ao contrário, tinha crises de ciúme e mudava de humor constantemente, sempre brigando por coisas bobas e idiotas. Como no dia da festa, já no final da noite, quando deixou bem claro que nossa única relação era o bebê. E agora ficava com toda essa raiva por causa de Loreen. Está certo que mencionar Alexa – a quem eu ainda amava e Hanna tinha plena consciência disso – havia sido um erro, mas daí a sair pisando duro como uma criança mimada? Não, não dava mais. Eu vou contar à ela. Soltei logo de uma vez, pouco me importando como fato de que se Hanna desejava alguém fora de seu caminho, esse alguém era Alexa. Ela estacou, ficou parada de costas para mim por alguns instantes e girou lentamente, sem expressão alguma em seu rosto além da surpresa. Pouco durou, entretanto, pois logo ela enrubesceu e cerrou os punhos, indo até mim com uma expressão de raiva, mas antes que pudesse dizer alguma coisa, eu comecei: Eu cansei, ok Hanna, cansei. De você e de tudo o que você faz pra ver os outros sofrerem, todas as suas manipulações, as encrencas que você arruma e as pessoas que você fere e que, depois, eu tenho que ajudar como forma de desculpas. Eu cansei de ter que agir como um adulto todo santo dia porque você não tem a capacidade de se preocupar minimamente como bebê que está aí dentro e sou eu quem toma as medidas necessárias para que nada de ruim aconteça. Tem noção do quanto está difícil pra mim? Eu não converso normalmente com minha irmã há quase um mês, tenho que mentir para ela e fingir que tudo o que estamos fazendo não é nada de mais. E por que eu faço isso? Porque você me pediu. Só por isso. Porque apesar de estar cheio de você e desejar me isolar de todos os problemas e as responsabilidades que estão vindo, eu ainda me preocupo com o que você quer. Mas você se preocupa comigo, Hanna? Você alguma vez já se perguntou por que eu sou sempre assim, compreensivo e passivo? Já pensou os motivos pra eu estar fazendo as coisas por você, me preocupando por você? Já se perguntou porque eu estou com você enquanto amo Alexa. E não venha com essa de que é só pelo bebê porque você e eu sabemos que não é verdade. Eu sei o que é sofrer por não ter família, eu sei como é difícil crescer só com um dos pais, eu sei. E não quero isso para minha filha e não quero isso para você também. Eu me importo com o que vai acontecer com você, a Hanna que foi minha namorada por uma semana e depois beijou um loiro qualquer, a Hanna que me fez chorar e amar ao mesmo tempo, a Hanna pela qual eu estou quase me matando para ajudar. Me importo com você. Só que você me afasta, não me deixa importar, não me deixa ajudar. Pare de me afastar de você. Falei, parando em alguns momentos para recuperar o fôlego e, quando findei, apenas esperei sua resposta.
Tyler Brontë | Son of Hephaestus | Level 10
avatar
Tyler Brontë
Semideus

Mensagens : 227
Pontos : 1408
Reputação : 13
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Hanna Blake em Qui Mar 07, 2013 7:56 pm

Nobody told you? I'm the only crazy bitch around here.
Do not let anyone tell you that you should be happy with what they have.
There is always more, and there is no reason for you to not have everything.

Não tinha palavras para descrever o que sentia a o ouvir tudo aquilo, mais para o fato de eu não conseguir distinguir o que sentia ao ouvir, mas respirei fundo e continuei calada até o ultimo minuto. Queria gritar na verdade, bater nele, pensar que tudo que ele disse era o mesmo de nada, mas não conseguia, não queria fazer nada disso, era como se toda a verdade da minha vida que nunca ninguém tivera a coragem de falar estivesse toda ali, e vai por mim.. Doía. Continuei fitando-o por alguns segundos, não queria falar nada, estava em choque com tudo isso, mas tinha que falar algo. –Hanna, o que ele é pra você? Por que você ta assim? Seja forte, você é uma semideusa, seu destino é ser superior a muitos outros.- -Eu te amo. Arregalei os olhos com o que eu definitivamente não queria ter dito, o que eu esperava guardar para sempre em minha cabeça e nada além dela. Levei minha mão a minha boca, mas já era tarde de mais, o que diabos eu tinha falado? Por que essas palavras saíram da minha boca? Respirei novamente lentamente e voltei a uma face sem nenhuma expressão, não sabia como ele reagiria a isso, nem sabia se ele pensaria que era verdade, mas de uma coisa estava certa: Essa foi a primeira vez que uma palavra sincera fora proferida por mim para Tyler Brontë, tão sincera que eu nem havia ensaiado para tal.

Hanna Blake ▪ ▫ ▪ Daughter of Éros ▪ ▫ ▪ Level 07
Cause even the stars they burn, some even fall to the earth.
avatar
Hanna Blake
Semideus

Mensagens : 188
Pontos : 903
Reputação : 8
Data de inscrição : 23/07/2012
Idade : 21

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
7/10  (7/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Tyler Brontë em Sex Mar 08, 2013 7:40 pm


Don't stop!
Don't stop dreaming, to live, to smile, to be you. It's hard, I know, I know ... but smile, because I am with you and won't leave you now in the difficult time. Just don't give up.

Foi como se tudo se silenciasse ao meu redor e apenas a voz de Hanna estivesse alta o suficiente para ser ouvida. Era como se eu tivesse perdido os sentidos, como se nada mais fosse igual e, na verdade, não era mesmo. Eu queria chamá-la de mentirosa, falsa, manipuladora, fria, calculista e milhões de outras coisas; mas não podia. Porque, querendo ou não, havia verdade nas palavras ditas aparentemente por acidente. O pior era que eu sabia o que ela queria ouvir e ambos sabíamos qual seria a resposta. Eu não notei de início, mas uma lágrima escorreu por minha face enquanto me aproximei e olhei em seus olhos. A mentira estava tão fácil e parte de mim acreditava que ela ficaria até mais feliz com a mentira, mas eu sabia que iludi-la não seria uma boa ideia. Eu gosto muito, muito mesmo, de você Hanna Blake. Disse, beijando demoradamente a testa dela. Mas não a amo. Eu sinto muito. Findei, percebendo que Hanna se segurava para não chorar. Como não tinha mais nada a dizer, apenas desviei de Hanna e sai andando, sem rumo certo, apenas qualquer lugar que não fosse aquele.
Tyler Brontë | Son of Hephaestus | Level 10
avatar
Tyler Brontë
Semideus

Mensagens : 227
Pontos : 1408
Reputação : 13
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área do Chalé .

Mensagem  Lola Marin em Qui Maio 23, 2013 2:37 pm



Depois de um banho de chuva merecíamos um banho de verdade, fomos para os nossos chalés. Combinamos de nos encontrar depois do banho.
Quando me olhei nos espelho quase caio pra trás, como eu estava horrível. Rapidamente peguei minhas coisas e fui para o banheiro, quando terminei o banho me sentia mais leve. Não foi tão rápido pra mim se arrumar, mais finalmente terminei e sai para encontrar o Stevie, fui caminhando em direção ao seu chalé mais antes que eu pudesse chegar lá o encontrei. Não sabia muito bem o que íamos fazer agora, mais tinha uma algo que queria, depois de toda aquela confusão percebi que não fui legal com Elena, então queria ir falar com ela.
-Antes de fazermos alguma coisa juntos podemos ir atrás da Elena? – Antes que ele me respondesse completei. – Não sei, mais acho que a impressão que ela ficou de mim não é uma das melhores. E não me orgulho por isso. Depois para onde vamos? –Falei como se ele já tivesse topado, mais não me corrigi apenas fiquei esperando a resposta.
avatar
Lola Marin
Semideus

Mensagens : 85
Pontos : 2
Reputação : 7
Data de inscrição : 17/01/2013
Idade : 22
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Stevie Wilians em Qui Maio 23, 2013 3:18 pm


Stevie Wilians
Parente divino:Zeus (Ζεύς)
Nível:00

"Tudo que é realmente grande e inspirador é criado pelo indivíduo que pode trabalhar em liberdade."

-------------------------------------------------------------------------------------------------------
Stevie chegou ao chalé encharcado com a chuva que havia tomado. Combinou com Lola que iriam se encontrar, após tomarem um ótimo banho. Tirou o tênis ao chegar na porta de seu chalé, caminhou até sua cama e retirou de um baú uma toalha. Como estava bem molhado, resolveu deixar para pegar suas roupas após o banho. Ficou por alguns minutos, curtindo a água quente caindo em seu corpo. Então começou a lembrar de todas as coisas que passou com Lola. Sentia uma alegria quando estava com ela. Ao terminar o banho escolheu uma camiseta simples de cor preta e calças Jeans. Arrumou seu cabelo, arrepiando da maneira que costuma fazer e colou seu perfume. Pegou um guarda-chuva e foi em direção ao chalé de Afrodite. Antes mesmo de chegar foi surpreendido por Lola. Estava linda, como sempre, e foi logo falando em procurarmos Elena. "Você é incrível Lola", pensei antes de respondê-la: "Claro que podemos procurá-la. Aproveitando também andei pensando e quero me redimir. Acho que podemos procurar por Logan também. Se ele é seu amigo, também será meu" sorrindo estendi a mão para ela, indicando para começarmos a procura. "Você me faz muito bem Lola...." pensei, sem esconder o sorriso.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Stevie Wilians

Mensagens : 60
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 18/01/2013
Idade : 23
Localização : Acampamento meio sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Derek Taylor em Seg Jul 01, 2013 9:31 am


Derek Taylor
Parente divino:Apolo (πόλλων)
Nível:5

"Is life worth living?
It all depends on the liver"

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As coisas não estavam muito claras para Derek. Caminhou sem rumo pelo acampamento, com uma dor insuportável em seu ombro. Sua camisa estava encharcada com sangue. A cada passo que dava, sentia seu ferimento queimar, como se estivesse sendo rasgado por inúmeras facas em brasa. Estava perdendo muito sangue e isso começou a preocupá-lo. Precisava de ajuda imediatamente. Continuou o percurso, cambaleando e apoiando-se em qualquer coisa que surgia em sua frente. Por inúmeras vezes suas pernas vacilaram e Derek foi jogado ao chão, causando algumas escoriações. "Droga cheguei no meu limite. Dessa vez não irei aguentar" pensou, sentindo a febre começar a dominá-lo. "Não posso perder a consciência, caso contrário será o meu fim". Olhou ao redor para localizar-se e viu que estava chegando aos chalés. Mas todas as suas forças fugiram de seu corpo. A poucos metros de seu chalé sua visão ficou turva, suas mãos perderam a firmeza e suas pernas traíram=lhe. Desabou, totalmente exausto. Ainda podia sentir o gosto amargo de sangue em sua boca. O gosto da morte que aproximava-se em forma de uma grande piada, mortal e sem graça. Não conseguia se quer gritar por ajuda. Tentava desesperadamente arrastar-se para um local onde alguém pudesse encontrá-lo. Em meio a tanto desespero, medo e dor, a única coisa que conseguiu fazer para expressar sua situação foi deixar que as lágrimas escorressem por seus olhos. Foi assim que Derek perdeu seus sentidos, sozinho e sem esperança.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Derek Taylor
Semideus

Mensagens : 95
Pontos : 630
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2012
Idade : 23
Localização : Acampamento meio sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
5/10  (5/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Samantha Chloë Brontë em Seg Jul 01, 2013 2:51 pm



I wanna make you feel wanted!

Conheço os amigos de Elena, mas mesmo gostando deles, aproveito a primeira deixa e saio de lá. Minha esperança era de encontrar Tyler e depois poder dormir sossegada, mas como sempre, fiquei só na esperança. Pouco antes de chegar ao chalé, me deparo com um corpo jogado na área dos chalés. Não sei ao certo o que sinto ao ver aquilo, apenas sei que não sou capaz de gritar, chorar, correr, ajudar. Fico em estado de choque, horrorizada com a possibilidade de que aquela pessoa pudesse estar morta. Vejo sangue no chão e sinto o almoço remexer em meu estômago. Caio de joelhos pouco antes do vômito subir pela garganta e pôr-se para fora de mim. Ótimo. Limpo a boca com as costas da mão e, com as mãos apoiadas no chão, olho de relance para a pessoa que está ali, estirada e sangrando. Até que ouço um gemido comprovando que quem que seja, ainda não está morto. Engatinho até perto dele, sujando os joelhos de sangue e viro-o para poder ver o rosto. Depois que o faço, desejo não ter feito. Era Derek, sangrando, pálido, quente. Morrendo. Tudo é bem rápido depois dessas constatações. Sem nem pensar pego meu cantil e derramo pelo menos metade do conteúdo dele - néctar - goela a baixo em Derek. É a única esperança que eu eu tenho de salvá-lo, já que está desacordado e a enfermaria fica longe demais daqui para eu carregá-lo. Percebo que estou chorando quando as lágrimas pingam no rosto dele.
samatnha chloë brontë - Daughter of hephaestus - livel six!  
avatar
Samantha Chloë Brontë
Semideus

Mensagens : 84
Pontos : 744
Reputação : 9
Data de inscrição : 08/06/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
6/10  (6/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Derek Taylor em Seg Jul 01, 2013 3:55 pm


Derek Taylor
Parente divino:Apolo (πόλλων)
Nível:5

"Is life worth living?
It all depends on the liver"

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Diversos lampejos passam pela mente de Derek. Lembranças de tempos onde não precisava se preocupar com seu passado ou simplesmente com seu futuro. Quando ainda corria feliz pelas matas em busca de algo que pudesse conter aquela criança agitada. Podia sentir o cheiro das árvores, escutar os animais em seu habitat. Era como se estivesse novamente revivendo aquelas lembranças mais ocultas. A dor e o medo não estavam mais presentes. Derek sentia-se livre, feliz. "Estou sonhando?!". Rapidamente colocou a mão em seu ombro machucado, porém não havia machucado. Procurou em seu corpo algumas cicatrizes causadas por loucuras de sua infância, mas novamente não encontrou nada. Um sorriso podia ser visto em sua face. Não entendia o que estava acontecendo, mas naturalmente não desejaria sair daquele lugar. "Estou em casa novamente.... Sem medos.... Sem frustrações.....". Notou que estava descalço. A sensação de sentir a grama em seus pés era sensacional. Sentou-se por alguns momentos embaixo de uma árvore, então relaxadamente deitou-se. Sentia uma paz que não poderia ser descrita. Então tudo começou a rodar. A sensação tranquila e acolhedora que rodeava Derek começou a dissipar-se. Passou a sentir arrepios e grandes tremores por seu corpo todo. "Mas o que está acontecendo??!! Será que morri??!!". A dor começou a tomar conta de seu corpo todo. Dores que aumentavam a medida que tentava mover-se e ficar de pé. O medo e o desespero estavam de volta, arrebatadores e prontos para enlouquecê-lo. Sua visão transformou-se apenas em um grande borrão negro. Lembrou-se então dos últimos acontecimentos e percebeu que havia chegado seu fim. "Então é dessa maneira que irei morrer. Sozinho e sofrendo, longe do olhar de qualquer pessoa..... Longe de meus amigos.... Longe de Arya......". Ao simples fato de lembrar-se daquele nome, sentiu uma pontada insuportável em seu ombro. Notou que havia começado a chorar. Lágrimas dolorosas que chamavam um fim trágico, assim como diversos livros que acompanhava. "Merda...... É o fim.....". Quando já não sentia mais forças para lutar contra aquela escuridão, sentiu uma mão tocando-o. Quente e acolhedora. Parecia tremer, hesitando algumas vezes, mas firme no final. Com cuidado e rapidez, sentiu tudo ao redor girar, como se estivesse sendo transportado. Então aquele gosto de sangue foi substituído por um gosto que não poderia descrever direito. Era apenas RECONFORTANTE. Suas dores foram diminuindo, apenas ao ponto de recuperar sua consciência. Sentiu um líquido quente aquecer sua face. Queria desesperadamente abrir os olhos, ver o que estava acontecendo. Mas era praticamente impossível.
Lutou contra suas próprias esperanças. Com seus últimos esforços, conseguiu abri-los. Olhou confuso ao redor e viu uma pessoa apoiada sobre seu peito. Tentava falar, mas as palavras não saíam. Tentou diversas vezes mas continuava imóvel. Sua respiração estava fraca, mas sabia que estava vivo. Com muito esforço, tocou a mão daquela pessoa. Ela afastou-se um pouco e parecia tremendamente assustada. Um sorriso fraco podia ser visto e então pode reconhecê-la: Chloë. O fato de estar junto a alguém que conhecia, uma amiga, recobrou suas forças. "Chloë.................." sussurrou, fraco demais para tentar pronunciar grandes frases. Mas tinha uma única certeza: estava vivo, graças a ela.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Derek Taylor
Semideus

Mensagens : 95
Pontos : 630
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2012
Idade : 23
Localização : Acampamento meio sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
5/10  (5/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Samantha Chloë Brontë em Seg Jul 01, 2013 4:23 pm



I wanna make you feel wanted!

A mão dele pega a minha do nada. Seguro o grito, mas não posso deixar de me afastar dele, temendo qeu aquilo fosse apenas ilusão minha. Mas ele abre os olhos e sussurra meu nome. Sim, eu estou aqui. Falo, tentando não demonstrar todo o medo que estava sentindo. E como se tudo fosse apenas algo simples, ele sorri. O desgraçado sorri. Ah, Derek, se eu não tivesse total certeza de que você estava morrendo, teria te deixado ali para rir até a morte. Começo a chorar, mas já não é de medo, e sim, de nervosismo. Ponho a mão no rosto dele e vejo a ferida em seu ombro. Em que merda aquele idiota havia se metido? Parecia ter participado da guerra de Tróia e perdido para Aquiles. Mordo os lábios e sem pensar, soco seu braço. Seu idiota! Tem noção do quanto me assustou? Imbecil! Em que merda você se enfiou Derek? Lutou com um minotauro, seu idiota?! Eu devia te deixar aqui pra sangrar até a morte, seu retardado! Por mais cruel que possam ter soado minhas palavras, toda a torrente de lágrimas que escorriam deixavam bem claro que aquilo era puro medo. Começo a tremer. Ele tenta me acalmar mas eu me afasto, olhando-o com um olhar de poucos amigos. Coloco as duas mãos no rosto, tapando os olhos e me sujando de sangue. Respiro fundo um, duas, três vezes, e quando já estou calma volto a olhar para ele. Você e meu irmão competem para ver quem me enlouquece primeiro. Por pouco você não morreu, tem noção disso, não é? Toma, bebe isso. É néctar. Vai te ajudar. Consegue ficar em pé? Eu te ajudo, vem, vou te levar pro seu chalé. Falo, levantando e puxando o braço dele.
samatnha chloë brontë - Daughter of hephaestus - livel six!  
avatar
Samantha Chloë Brontë
Semideus

Mensagens : 84
Pontos : 744
Reputação : 9
Data de inscrição : 08/06/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
6/10  (6/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Derek Taylor em Seg Jul 01, 2013 4:59 pm


Derek Taylor
Parente divino:Apolo (πόλλων)
Nível:5

"Is life worth living?
It all depends on the liver"

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Estava sentindo-se bem melhor, com relação aos últimos momentos vividos. Chloë deu-lhe alguma coisa que fez com que suas forças fossem se recuperando. Como era de se esperar, Chloë teve um ataque de fúria e disparou diversas palavras contra Derek. Esperou até que terminasse de falar, mas foi surpreendido por um soco em seu braço. "Aiii......... É assim que trata alguém que quase morreu?! disse, tentando acalmá-la. Mas apenas com um olhar ela censurou qualquer tipo de brincadeiras. Notou que lágrimas escorriam por seus olhos, mas decidiu não pronunciar nada até que estivesse calma. Ficou quieto por alguns momentos, esperando o melhor momento para desculpar-se. Olhou ao redor e percebeu que por pouco não havia morrido. Um show de horror poderia ser visto e se não vivesse no meio de tanta loucura, poderia jurar que havia acabado de lutar com um lobisomem. Chloë voltou sua atenção para ele, oferecendo um líquido. Sentiu uma queimação percorrer seu corpo e suas forças aumentaram um pouco mais. Chloë ofereceu ajuda para levantar, porém uma dor aguda apoderou-se do ombro de Derek, e suas pernas vacilaram. Novamente, Chloë estava lá para mantê-lo de pé. Percebeu que ela tinha uma força diferente de garotas comuns, afinal tinha consciência de que não era nada leve. Sorriu, admirando-se com ela. "Acho que estou me tornando seu fã número 1 Chloë........" disse, sem muito sucesso. Ela estava realmente muito brava com tudo isso. Caminhamos alguns passos e Derek resolveu desculpar-se. "Ok, me desculpe.................... Eu não sei onde estava com a cabeça................. Além do mais............." suas falas foram interrompidas pelas lembranças do treinamento. "Stevie.............. Droga o que foi que eu fiz". Ficou branco e Chloë percebeu que seu semblante mudou. Mas como explicaria aquela atitude para ela?!
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Derek Taylor
Semideus

Mensagens : 95
Pontos : 630
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2012
Idade : 23
Localização : Acampamento meio sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
5/10  (5/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Samantha Chloë Brontë em Seg Jul 01, 2013 7:10 pm



I wanna make you feel wanted!

Ajudando-o a se levantar, respondo: É sim, quando você acaba de definir esse quase e evitar a morte. Agora: xiu! Quanto menos falar, menos se cansa. Consigo levantá-lo e penso que será fácil levá-lo para o chalé de Apolo. Mas que ingênua eu. Ele cai depois de alguns metros, só não se arrebentando no chão porque o dei apoio a ele, o que particularmente foi complicado, já que ele pesava quase cem quilos, pelo visto. Ouço o que ele diz e sorrio, zombeteira. Sou filha de Hefesto, baby. Está no sangue. Digo e continuo ajudando/carregando/arrastando Derek. Sei que vou passar por longos momentos limpando os machucadoz dele e começo até a pensar em meu sermão, quando ele pede desculpas. Migo, se você não ficar quieto, eu mesma arrebento a sua boca. Depois você me pede desculpas e me explica detalhe por detalhe tudo isso, mas agora, quanto menos você falar, melhor. Digo, já chegando em frente ao chalé de Apolo.
samatnha chloë brontë - Daughter of hephaestus - livel six!  
avatar
Samantha Chloë Brontë
Semideus

Mensagens : 84
Pontos : 744
Reputação : 9
Data de inscrição : 08/06/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
6/10  (6/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Derek Taylor em Seg Jul 01, 2013 9:11 pm


Derek Taylor
Parente divino:Apolo (πόλλων)
Nível:5

"Is life worth living?
It all depends on the liver"

----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Havia tantas coisas que queria explicar á ela. Mas como sempre, Chloë tinha razão. Precisava cuidar de todos esses ferimentos, antes que ficassem ainda mais sérios. Assim, apenas assenti com a cabeça, sentindo a dor de cada passo.
"A próxima vez que eu quiser ficar louco, escolherei uma maneira menos dolorida" pensei, abrindo a porta e entrando no chalé rapidamente.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
avatar
Derek Taylor
Semideus

Mensagens : 95
Pontos : 630
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2012
Idade : 23
Localização : Acampamento meio sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
5/10  (5/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Melissa Bertrand em Sab Ago 23, 2014 12:38 am

       
Melissa Bertrand x Apolo x 00


Caminhou por muitas partes do acampamento sem um destino certo. O sol já dera lugar para a lua, e uma brisa fria soprava levemente o rosto de Melissa. Sentindo uma onda de calor próxima, seguiu em sua direção. Ao longe, pôde enxergar uma luz. Quando mais perto, teve um vislumbre de algo em chamas. Uma fogueira. Envolta desta haviam bancos de pedra e Melissa sentou-se num deles. As chamas oscilavam cada vez mais alto, mas isto não incomodava a Melissa. Pelo contrário, sentia-se um pouco revitalizada com a intensidade e fugacidade do fogo. Olhando em volta, observou estátuas - provavelmente dos deuses - a menos de dez passos de onde estava. Mais ao longe, os chalés. Um deles era marcado pelo número 1 e era o maior dentre todos. Levantando-se, foi em direção a uma fonte à sua direita. Lavando o rosto e as mãos, deu um longo gole da água que jorrava de uma estatueta no centro da fonte. Que se dane. Pensou, sentando-se aos "pés" da fonte e com os braços apoiados na mureta, tocando levemente seus dedos na água. Ali, naquela posição, repassava em sua cabeça o que havia deixado para trás: seus pais, a cidade, pessoas comuns; e o que teria que enfrentar dali para frente: uma nova vida num acampamento onde todos são filhos de algum deus grego. Ser uma semideusa não era o mais difícil de aceitar. O mais difícil de aceitar é que tivera que perder seus pais, mortais, para descobrir toda a verdade. Nunca mais os teria de volta. Pensar nisso a fez cerrar os punhos. Quem fizera isso? Matar semideuses até que faz sentido - devemos ser uma raça odiada por muitos -, mas... matar humanos? Há mais algum humano inocente correndo perigo? Em seguida, vislumbres da noite do assassinato de seus pais vieram como tiros certeiros de uma metralhadora diretamente em seu peito. - Por que não dá as caras? Fez a pergunta ao vento, mas desejando que o homem que lhe salvara a ouvisse. Tinha a intuição de que ele sempre a ouvira. Não custava nada tentar. No entanto, tudo o que ouve em resposta é um imenso silêncio. Quem era ele, pelo amor de Deus? Se tivesse dado atenção ao que ouvia em minha mente desde os quinze anos não estaria nessa enrascada! - Comece a dizer novamente em minha cabeça! Por que não faz isso, han? Estava começando a se sentir exausta. Não fisicamente, uma vez que não fazia muito tempo que acordara na enfermaria, mas sim mentalmente. Estava começando a precisar ouvir a voz novamente em sua cabeça, pois assim, pelo menos, o foco de sua atenção se voltava para a voz, em si, e não aos flashes daquela noite maldita. Quanto mais fundo ia em sua linha de pensamento, mais culpada se sentia. Ela teve a responsabilidade de dizer aos pais que ouvia aquela tal voz. Ela é quem deveria tê-los feito acreditar ou fazer algo a respeito. Mas não o fez. Portanto, foi um fracasso. Um fracasso apenas dela, de mais ninguém. Era a culpada. Ponto. Se limitou a chorar assim que as lágrimas ameaçaram escorrer. Chorar não iria trazê-los de volta, iria afundá-la num poço sem fim. Precisava manter-se focada naquele cara. Encontraria-o algum dia? 
Começou a sentir frio e sua mão estava quase dormente. Sem opções, fez a única coisa que a manteria viva ali. Para a enfermaria não voltaria, não queria voltar. Então, dirigiu-se novamente para os bancos da fogueira e estirando-se num deles, grande o suficiente para erguer os seus pés, tentou dormir, concentrando-se na voz. Precisava ouvi-la, mais do que queria ouvi-la.


___________________



It's the moment of truth and the moment to lie
The moment to live and the moment to die
The moment to fight, the moment to fight, to fight, to fight, to fight

avatar
Melissa Bertrand
Semideus

Mensagens : 13
Pontos : 10
Reputação : 15
Data de inscrição : 11/08/2014
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 15 de 16 Anterior  1 ... 9 ... 14, 15, 16  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum